LITERART

RSS

AVISO


CULTURA É TAMBÉM UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO!


Ana Cristina
Presidente
LITERART

Bienal do Livro do Rio de Janeiro

Brasil Literário

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro, um dos maiores eventos literários do país, começa em 29 de agosto de 2013, no RIOCENTRO. Durante onze dias, o Riocentro sedia a festa da cultura, da literatura e da educação. Nos espaços dedicados às atrações, o público pode participar de debates e bate-papos com personalidades culturais e  atividades recreativas que promovem a leitura. São muitas novidades neste ano, como o Planeta Ziraldo e seus muitos personagens inesquecíveis, como Menino Maluquinho e Perere,  que ganharão vida por meio da cenografia de Daniela Thomas e Felipe Tassara.

Já os leitores adolescentes terão um novo território: além de, mais uma vez, poderem encontrar seus ídolos no Conexão Jovem, eles conhecerão o Acampamento na Bienal, que, comandado por João Alegria, terá como foco a tecnologia e a cultura de convergência – o livro que vira filme, que vira game, que vira site, que vira livro –, mostrando que a narrativa faz parte do dia a dia. No #acampamento na Bienal o público também terá a oportunidade de encontrar e conversar com importantes protagonistas da formação de opinião e crítica da juventude no cyber espaço, como os criadores do programa humorístico Porta dos Fundos e Isadora Faber, a jovem que ficou conhecida nacionalmente por publicar fotos e relatos sobre o cotidiano de uma escola pública de Florianópolis em sua página no facebook.

Destaque para o Café Literário, às 17 horas do dia 1 de setembro, que contará com as presenças de Mia Couto, Ana Maria Machado e Luiz Ruffato, debatendo as dores e os prazeres do ofício de escrever.

No clima da Copa das Confederações e abrindo caminho para a Copa do Mundo, o Placar Literário, com curadoria do jornalista Joao Máximo, será dedicado a literatura de futebol. As paixões futebolísticas de consagrados escritores da literatura brasileira serão discutidas com fervor e muito bom humor. O Vasco da Gama de Carlos Drummond de Andrade e o Botafogo de Paulo Mendes Campos, são matéria para muita conversa.

O país homenageado nesta Bienal 2013 é a Alemanha, terra de filósofos como Nietzsche, Kant e Marx. Ao mesmo tempo em que a Alemanha será o tema da XVI Bienal do Livro do Rio, a Feira  Literária de Frankfurt de 2013 estará homenageando o Brasil. 2013 é o ano da Alemanha no Brasil.

Projeto Amor da Terra

Aos agentes e atores culturais, prestem atenção:

Um projeto cultural é coisa séria! Não sabe fazer ou está inseguro ou não tem tempo de acompanhar o andamento das coisas na Cultura, procurem alguém com competência para desenvolver ou dar orientações. Não dá é para sair metendo os pés pelas mãos como ocorreu com este projeto.

Para minha sorte, eu sou muito transparente. Este é um dos projetos que utilizo nos cursos. E é batata: os alunos sempre perguntam “foi realizado?”. Respondo que não e mostro documentação e mensagens para ilustrar porque não foi realizado, apesar de ter obtido Termos de Compromisso de patrocinadores. E é tão duro conseguir patrocinadores, não é verdade? Este nem é um campo em que eu me sinta à vontade e com competência suficientes para atuar com desenvoltura.

O número de pessoas que já tiveram acesso a este projeto específico não tenho como mensurar. Num cálculo rápido, tendo cada aluno trocado ideias sobre este projeto com mais 4 amigos, são aproximadamente 1.800 agentes culturais espalhados pelo Brasil, conhecedores deste projeto e do histórico completo, sem esconder uma vírgula sequer. Foi exatamente um dos “amigos dos amigos” desta teia de contatos quem deu início aos alertas.

O descaramento me deixou chocada. Quando falou em Chico Buarque, nem consegui ouvir mais nada. Como é que vão pegar um ícone como Chico para colocar num projeto que nasceu todo errado nesta “nova edição”? Cadê a responsabilidade com o artista, onde foi parar a atenção com patrocinadores, com o público, com os espaços culturais que se destinam às apresentações, com os envolvidos direta e indiretamente na questão? Como é que eu vou ignorar anos de estudo e dedicação, deixando seguir em frente uma situação que eu sabia que estava toda errada? Bastava ter pedido a autorização da LITERART. Repetindo: Bastava ter pedido a autorização da LITERART. O custo teria sido apenas do reconhecimento da assinatura da responsável legal.

A LITERART nunca se negou a atender quem quer que fosse da área cultural. Como é que a organização poderá continuar a prestar esse apoio para um meio tão carente de tudo, sabendo que corre o risco de estar contribuindo para uma atitude como esta, me expliquem?

Olha o tamanho da inconsequência desses dois. Eles simplesmente deram a descarga e mandaram todos os amadores, independentes e iniciantes para o esgoto. Quem vai dar crédito agora a um artista ou a uma produção que está em um desses grupos, se estes não puderem comprovar que têm um comportamento que seja merecedor do apoio? E como é que vão provar?

LITERART finjir que não viu, como foi praticamente sugerido por uma pessoa no Facebook? Ignorar o tal projeto? Como? E quando este chegasse ao conhecimento de todos aqueles que assinaram um Termo de Compromisso lá atrás e que depois eu tive que falar que não havia mais a possibilidade do artista participar do projeto?

Por uma situação, de proporções tão grandes quanto a dimensão de uma invisível bactéria, a “nova produção” optou por correr um enorme risco, deixando o profissionalismo de lado. E saindo do profissional e passando para a pessoa física, a fim de responder a uma acusação da ex-esposa do cantor, abro oportunidade ao próprio de mostrar um mínimo de hombridade e responder à ex-esposa e ao público, se sou rancorosa ou não.

Este é um perfeito exemplo de um dos motivos pelo qual os patrocinadores são reticentes na hora de apoiar um projeto que envolta equipe amadora. Como é que o patrocinador vai saber que aquele projeto está todo certinho ou não? Como é que vai colocar a imagem da empresa dele num projeto em que ele não sabe se foram respeitados os preceitos e normas? É a legislação, são os padrões de comportamento, são as normas de sociabilidade, são os valores humanos, são as emoções e muito mais. Nem tudo está registrado nas leis mas nem por isso deve ser ignorado por um projeto. Projeto não é só o patrocinador bancar porque “o governo devolve”; é mais que isso. Muitíssimo mais que isso.

O resultado de querer bancar o esperto é ter cortado quase todas as possibilidades (se não, todas) de conseguir um patrocinador. Da forma como foi produzido, o projeto Amor da Terra foi sumariamente assassinado pelos próprios interessados. Uma lástima mas que sirva de exemplo para os demais. Nada de pular etapas e obrigações. Com projetos, excesso de prudência ainda é pouco. É paranóia pura.

bjs
Elida
Especialização em Gestão Cultural

Onde encontrar Literart

Tumblr: http://movimentoculturaldobrasil.tumblr.com/

Facebook: https://www.facebook.com/LiterArtBrasil

Blogger: http://litereartbrasil.blogspot.com.br/

Twitter: https://twitter.com/litereart (@litereart)

Site próprio: http://www.litereart.org.br/

Zap Músico

Pela ética profissional apresentada pela equipe do Zap Músico, recomendamos os serviços prestados.

Nossos agradecimentos à ética do site http://zapmusico.com.br/

Zap Músico

Encaminhamos uma denúncia ao site, acompanhada de documentos, demonstrando que um anúncio que pedia patrocínio para um projeto tratava de um abuso aos direitos autorais de um projeto desenvolvido pela Literart.

O anúncio foi retirado do site, a fim de não envolver patrocinadores em projetos obscuros.

O Caso:
1) http://literart.org.br/principal/projeto-amor-da-terra/

2) http://litereartbrasil.blogspot.com.br/2013/08/projetos.html

Alguns comentários:
http://www.blogger.com/comment.g?blogID=7122641060019117595&postID=1626301339283844056&isPopup=true

Cremos, assim como a equipe do Zap Músico, que um projeto cultural deve primar, acima de tudo, pela transparência e ética profissionais, elementos que o projeto em questão não apresentava.

image

Podemos testemunhar a favor da empresa por termos sido vítimas de um projeto cultural desenvolvido pela Literart e que estava sendo usado por um cantor e pela produtora dele, pedindo patrocínio a fim de obter benefícios financeiros. Entramos em contato com o site, explicando a situação e enviando documentos que demonstravam a afronta, a fim de evitar que patrocinadores fossem enganados por atitudes escusas.

Projeto Cultural é um trabalho sério, a ficar na competência de quem entende.

Cultura é arte, inovação e criatividade; não é cópia, plágio e abuso aos Direitos Autorais. Se os ditos “profissionais” tivessem consciência do que é Cultura, não teriam cometido esta afronta à classe artística.

Cultura 2014

O Cultura 2014 prevê investimentos em quatro eixos do pilar Conteúdos Culturais, do Plano de Ação do MinC para Grandes Eventos:

  • Brasil Audiovisual (apresentação da produção audiovisual brasileira atendendo média metragem, documentários, animação e ficção);
  • Brasil Criativo (conteúdos artísticos, em formato digital, de artesanato, moda, arquitetura, design e gastronomia, de expressão local, lidando com as mais variadas linguagens da economia criativa);
  • Brasil Diverso (manifestações tradicionais de todos os Estados do País, atividades entre Pontos de Cultura e valorização do patrimônio material e imaterial brasileiro); e
  • Brasil das Artes (exibições artísticas nas áreas de música, teatro, circo, dança, literatura e artes visuais)

A Literart elabora projetos culturais e presta toda assistência até a prestação de contas para que o artista possa curtir sua arte em toda sua plenitude.

Saiba mais: http://literart.org.br/

Redes sociais:

https://facebook.com/LiterArtBrasil
https://twitter.com/litereart

1º Festival Literart Digital de Música Popular Brasileira

1º Festival Literart Digital de Música Popular Brasileira é um evento cultural promovido pelo Movimento Cultural de Literatura e Artes do Brasil, utilizando os recursos que a internet oferece, a fim de promover a participação de compositores e músicos de todo território nacional. A participação é aberta a todos os gêneros e estilos descritos no Regulamento. Para saber mais, visite o site da Literart: http://literart.org.br/

III Concurso Literário LITERART – Edição 2013

O Movimento Cultural de Literatura e Arte do Brasil – LITERART, torna público o “III Concurso Literário LITERART”, nas modalidades Poesia, Conto e Crônica.

Os Concursos Literários da LITERART são direcionados à Literatura-arte e obras de ficção, e são integrantes do Programa de Fomento à Produção Literária e Incentivo à Leitura. As inscrições são abertas às 00:01h do dia 01/07 e encerram às 23:59h do dia 30/09 do ano corrente.


Regulamento e inscrições: no site da organização http://literart.org.br/principal/events/iii-concurso-literario-literart-edicao-2013/

Consultoria a Projetos Culturais

A LITERART presta consultoria a projetos culturais.

Valores:

  • Consultoria via internet (skype, etc.) - R$ 250,00/hora
  • Consultoria presencial (agendamento de reunião) - R$ 320,00/hora
  • Consultoria in loco - R$ 450,00/hora (Capital e área central dos municípios: Nilópolis, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói)
  • Consultoria in loco, fora do Rio de Janeiro - R$ 450,00 a hora + passagem.

Saudações culturais

Segunda edição do SESI In Jazz Festival de 2013

-

A primeira edição arrasou. E no dia 4 de maio, às 18 horas, na Praça do Largo do Machado, acontece a segunda edição do SESI In Jazz Festival de 2013. Desta vez, é o trio composto pelo instrumentista Hamilton de Holanda, Thiago da Serrinha e André Vasconcellos que garante um show imperdível, com entrada franca.

O evento, realizado pelo SESI Cultural, tem por objetivo valorizar a música instrumental, apresentando craques do gênero e dar oportunidade a novos talentos. A produção é de Paulo Assis Brasil.

Com técnica e brasilidade absoluta, Hamilton de Holanda tira o fôlego do público um com suas interpretações e performances cheias de emoção. Sua versatilidade lhe permite se apresentar com propriedade em qualquer formação. Seu mais recente trabalho, “Hamilton de Holanda Trio”, tem caráter universal, comunicativo com qualquer plateia do mundo e com a essência 100% brasileira.

SESI Cultura revela talentos

Bandas e solistas de jazz de todo o país podem ser inscrever para disputarem a oportunidade de fazer o show de abertura do Festival. Os músicos são selecionados pelo SESI Cultural.

Para participar, consulte o regulamento na página www.firjan.org.br/sesicultural. O resultado sai no dia 29 de abril.

Saiba mais:
Regras para participar do SESI In Jazz Festival
Baixe a ficha de inscrição
Hamilton de Holanda Trio: brasilidade e puro talento

Serviço:
SESI In Jazz Festival com Hamilton de Holanda Trio
Data e horário: 04 de maio - 18 horas
Local: Largo do Machado (na própria praça)
Entrada franca | Classificação: Livre
Mais informações: cultura.arte@firjan.org.br

Melhores cursos universitários do mundo, em português!

Veja no blog da LITERART.

Os cursos estão disponíveis na internet, para quem quiser se aprimorar nos temas oferecidos.